Ailton Amélio

categorias

histórico

Se você não é o "Rei da Cocada Preta", seus relacionamentos abertos durarão pouco

Ailton Amélio

Relacionamentos abertos são aqueles nos quais não há exclusividade sexual e romântica entre os parceiros.
Muita bobagem tem sido escrita sobre esse tipo de relacionamento. Os autores dessas bobagens apregoam que a aceitação desse tipo de relacionamento é um sinal de maturidade, que um parceiro não pode restringir o outro, que relacionamento amoroso não deve ser baseado em posse, que cada um pode ter o relacionamento do tipo que quiser com outros parceiros, etc.

Maria e Ricardo têm um casamento aberto. Frequentemente cada um deles sai com outros possíveis parceiros e, eventualmente, fazem sexo com eles.
Nestas saídas, eles conhecem, se envolvem e transam com outras pessoas. Algumas dessas pessoas se tornam companhias usuais. Quando é bom, por que não se repetir o encontro e fazer dele um hábito?
Quando começam a entrosar e a gostar de novos parceiros, eles começaram a se perguntar: porque continuar com o parceiro original? A companhia desses outros parceiros se tornou mais interessante e divertida do que a companhia do parceiro original. O relacionamento com este parceiro está chegando ao fim.

Estudos mostraram que, em média, casamentos abertos duram bem menos do que relacionamentos onde há vários tipos de exclusividade entre os parceiros.
O motivo é muito simples: os parceiros de relacionamentos abertos logo acabam encontrando e se ligando a outros parceiros e, por isso, deixam os originais.
Por que alguém se relacionaria com várias outras pessoas e continuaria com o parceiro original? Só se este for o “Rei da Cocada Preta”, ou seja, muito melhor que todos os outros, ou este oferecer condições únicas que a sua parceira não vai encontrar em nenhum outro lugar (condições econômicas, condições sociais, segurança, etc.).
Se ele é o “Rei”, porque a sua parceira perderia tempo com outros relacionamentos? Se ela prefere se encontrar com outros parceiros é porque o original já não apresenta tantos atrativos que a motivam para gastar o seu tempo com ele. Quem deixaria alguém admirável, agradável e sexy, para procurar outras companhias?

O relacionamento aberto só tem chance de dar certo quando você é incapaz de desenvolver fortes ligações afetivas e mantêm o relacionamento com o parceiro original por conveniência: motivos econômicos e sociais.

O seu relacionamento não é suficiente para você? Procure a ajuda de um psicólogo.

========================

CONVITE

FORMAÇÃO DE TERAPEUTAS DO RELACIONAMENTO AMOROSO

Curso para psicólogos e estudantes de psicologia.

JÁ TEMOS UM BELO GRUPO!!!

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE PROBLEMAS AMOROSOS
– Ancoragem em casos reais trazidos pelos participantes
– Aula sobre teorias e pesquisas relevantes para abordar o caso que está sendo discutido no dia.
– Atendimento simulado do caso

TIPOS DE PROBLEMAS AMOROSOS
Problemas para atrair parceiros, iniciar e desenvolver relacionamentos felizes, traição, desapaixonamento, problemas para dialogar, tipos de amor incompatíveis, sexualidade insatisfatória, etc.

Todas, quintas feiras, 20h -22h
Cada encontro é independente dos outros.
Você pode entrar no grupo em qualquer época

Rua Realengo, 214, Pinheiros, São Paulo
Tel (11) 3021 5833

Curso ministrado pelo Dr. Ailton Amélio
Prof. de Relacionamento Amoroso da USP (1985 – 2013)
Psicólogo Clínico e Escritor

Para obter outras informações e se increver, mande um email para:
ailtonamelio@uol.com.br

 ========================xxxxxxxxxxxxx

CURSO

Chega de solidão!

Como iniciar e desenvolver relacionamentos amorosos

O curso:

Um bom relacionamento amoroso contribui fortemente para a autorrealização e para a felicidade. Certas pessoas, no entanto, têm dificuldade para iniciar, desenvolver ou manter esse tipo de relacionamento e, por isso, deixam de usufruir dos seus benefícios.

Neste curso, vamos examinar as principais dificuldades para iniciar e desenvolver relacionamentos amorosos e como superá-las.

 

Público-alvo:

 Esse curso é indicado para:

1-    Pessoas que estão com dificuldades para iniciar, desenvolver e manter relacionamentos amorosos.

2-    Psicólogos e outros profissionais que trabalham com pessoas que têm dificuldades para iniciar relacionamentos amorosos.

Método de ensino: exposição oral, debates, exame de casos fictícios e atividades práticas para melhorar os relacionamentos amorosos.

Duração: 8 horas

Data e horário: 29/10/2016 (sábado), das 9:00 às 18:30 – intervalo para almoço das 12:30 às 14:00.

Inclui: coffee break e certificado.

Programa:

1- Identificação das principais características pessoais que facilitam ou dificultam os inícios de relacionamentos amorosos

2- Como atrair parceiros para um relacionamento amoroso

3- Locais e caminhos para iniciar relacionamentos amorosos

4- Como fazer progredir e manter relacionamentos amorosos

OUTRAS INFORMAÇÕES E INSCRIÇÃO:

http://bit.ly/2bSnyEY

 

Sobre o autor

Ailton Amélio é psicólogo clínico, doutor em Psicologia e professor do Instituto de Psicologia da USP (1985 - 2014). Autor dos livros "Relacionamento amoroso" (Publifolha), "Para viver um grande amor" (Editora Gente) e "O mapa do amor" (Editora Gente).

Sobre o blog

Um blog sobre relacionamento amoroso e comunicação interpessoal.

topo